6 Maneiras Simples e Eficazes Para Perder Barriga

Muito mais do que estética, a gordura abdominal é uma questão de saúde. Mas ao contrário do que parece, eliminar a barriga não é tão difícil quanto estamos acostumados a pensar, basta seguir estes métodos comprovados.




Você certamente já deve ter lido ou escutado que as pessoas acima do peso tendem a ser mais propensos a desenvolver problemas de saúde, certo? Doenças graves como diabetes tipo 2, doenças cardíacas e do sistema circulatório estão entre as que causam mais mortes associadas ao excesso de peso.

Porém o que não se sabia até bem pouco tempo atrás é que, surpreendentemente, o excesso de peso em si não é o principal causador dessas doenças. Existem muitas pessoas que estão acima do peso e mesmo assim estão com a saúde excelente


Por outro lado, há algumas pessoas que se encontram dentro do peso “normal” mas que mesmo assim apresentam problemas metabólicos associados à obesidade.


O Inimigo (In)Visível

Mas então como se explica isso?

Isso acontece porque, na verdade, a gordura que está distribuída pelo corpo sob as camadas da pele não é de fato um grande problema (pelo menos não do ponto de vista da saúde, é mais um problema estético e de aceitação da aparência física).



O problema está na gordura que se desenvolve dentro da cavidade abdominal e em volta dos órgãos, especificamente a gordura localizada na barriga, o famoso “pneuzinho” ou “barriga de cerveja”.


Ainda hoje se utiliza amplamente o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) para identificar se uma pessoa está dentro da faixa de peso “normal” ou se está com sobrepeso ou obesidade, mas é preciso atentar ao fato de que essa medida sozinha não traduz a realidade corretamente por diversos motivos.


O Índice de Massa Corporal (IMC)


Vamos pegar como exemplo uma pessoa que pratica exercícios físicos e tem os músculos bem desenvolvidos. Sabe-se que o músculo é mais pesado que a mesma quantidade de gordura.

Portanto mesmo que essa pessoa tenha baixíssima quantidade de gordura corporal, ainda assim ela pode apresentar um IMC na faixa de sobrepeso devido à forma simplista de como é feito esse cálculo, observando apenas peso e altura sem levar em consideração esses outros fatores.

Supondo agora uma outra pessoa que realmente apresente excesso de gordura corporal, mesmo assim baseado unicamente no cálculo do IMC não é possível identificar se a gordura está espalhada pelo corpo ou se está perigosamente concentrada na região abdominal, situação onde o risco de desenvolver doenças é muito mais alto.

Se você tiver curiosidade, aqui tem uma calculadora online para você avaliar em qual faixa se encontra o seu peso atual.


Então, se você apresenta excesso de gordura localizada em torno da sua cintura, mesmo que o seu IMC indique o seu peso está na faixa “normal”, você deve tomar medidas urgentes e perder a barriga rápido.


Como Faço Para Saber Se Estou Correndo Risco?


É possível estimar a quantidade de gordura localizada na barriga em casa mesmo e só precisa usar uma fita métrica simples, daquelas que se usa para costura.



Para medir a circunferência em torno da cintura:


1. Localize o ponto mais alto do osso do seu quadril e a parte inferior das suas costelas.
2. Expire normalmente.
3. Coloque uma fita métrica em torno de sua cintura, ou seja, no local que fica no meio do caminho entre esses dois pontos citados acima.
4. Verifique e anote a sua medida.

Se esse valor passar de
102 cm para homens ou 88 cm para mulheres, acende a luz amarela de atenção e requer uma ação imediata para perder a barriga rapidamente, pois essa situação já aumenta significativamente os riscos de desenvolver doenças gravíssimas.


Socorro, Acendeu a Luz Amarela. E Agora?




Primeiramente, mantenha a calma e não se desespere.

Não caia na armadilha de sair em desespero tentando medidas impensadas e sem fundamentos pois isso pode acabar causando ainda mais riscos à sua saúde. Felizmente, na verdade a gordura mais perigosa é também a mais fácil de ser eliminada desde que se utilize os métodos corretos. Ufa!

Existem algumas estratégias que já mostraram ser muito eficazes para queimar gordura abdominal, mais do que em outras partes do corpo.

Veja aqui 6 dessas dicas de como perder a barriga que realmente funcionam.


1. Evitar Açúcar Refinado e Bebidas Adoçadas Com Açúcar


Essa primeira maneira é tão óbvia que eu nem precisava dizer, mas apesar disso ainda é um dos principais causadores da gordura abdominal.



O açúcar refinado é de longe o pior ingrediente que pode ser incluído em qualquer dieta, no que diz respeito à sua saúde


Ele é formado por metade glicose e metade frutose. Já se sabe que a glicose é grande causadora do aumento da gordura corporal de modo geral
, mas a frutose também é perigosa pois ela é metabolizada apenas pelo fígado e, quando a ingerimos grande quantidade, o fígado fica sobrecarregado de frutose.

Nosso fígado é então forçado a transformar rapidamente toda essa frutose em gordura e a armazena diretamente dentro da cavidade abdominal. Isto acaba levando inclusive ao problema de resistência à insulina, entre outros problemas metabólicos.

Então se você quer
a melhor dica de como perder barriga, a minha sugestão é diminuir ou até eliminar de vez o açúcar refinado da sua vida, especialmente das bebidas adoçadas. Isto inclui os refrigerantes, sucos de frutas e várias daquelas bebidas esportivas que estão cheias de açúcar.

Se você realmente tomar a decisão de cortar de vez o açúcar, sugiro que comece a ler os rótulos dos alimentos que você compra. Você vai se surpreender de como mesmo aqueles vendidos como “alimentos saudáveis”
podem conter grandes quantidades de açúcar na sua lista de ingredientes.


2. Comer Mais Proteína Como Estratégia A Longo Prazo Para Reduzir a Gordura Abdominal




Esta é outra estratégia que tem se mostrado bastante eficaz para perder peso, principalmente para queimar a gordura abdominal.

É uma estratégia a longo prazo, o que significa que não se deve esperar resultados imediatos “da noite para o dia”. Porém estudos recentes
mostram que o simples fato de ingerir mais proteína nas refeições pode fazer o corpo queimar de 80 a 100 calorias a mais durante o dia, no modo automático.

Também foi comprovado
que carboidratos e óleos refinados são alguns dos alimentos que aumentam a gordura abdominal, enquanto as proteínas e os legumes são alimentos que ajudam a perder barriga.

Então se você quer saber o que comer para perder barriga, dê preferência aos alimentos ricos em proteínas como ovos inteiros, peixes, frutos do mar, legumes, nozes, carnes, produtos lácteos e alguns grãos integrais sem glúten. Estas são sem dúvidas as melhores fontes de proteína que você pode ingerir.

Como opção, se você achar conveniente também é possível aumentar o nível diário de ingestão total de proteína com o uso de suplementos de proteína de alta qualidade (como Whey Protein, por exemplo).


3.Cortar Carboidratos da Sua Dieta




Restringir o consumo de carboidratos é uma maneira muito eficaz de perder peso de modo geral.

Diversos estudos recentes
têm comprovado que quando as pessoas reduzem o consumo de carboidratos elas sentem menos fome, perdem mais peso, retém menos líquido e eliminam mais rapidamente a gordura, principalmente a gordura abdominal.

Neste aspecto uma boa opção de dieta para perder barriga e emagrecer rápido são as dietas low-carb, que promovem uma mudança no estilo alimentar priorizando a ingestão de alimentos ricos em proteínas enquanto reduzem a ingestão de carboidratos.

Aqui neste artigo eu mostro como é simples montar um plano de refeição e dou algumas dicas de cardápio para dietas low-carb: Plano de Refeições e Cardápio Para Dieta Low-Carb.


Dica extra: Outro método de emagrecimento com excelentes resultados e que é bem reconhecido por se adaptar praticamente a qualquer tipo de pessoa, baseado nesse sistema low-carb, é o Método Emagrecer de Vez. Clique aqui para ver um vídeo explicativo sobre como funciona este método.


4. Comer Alimentos Ricos Em Fibra (Especialmente as Fibras Viscosas)




As fibras dietéticas são basicamente um tipo de matéria vegetal que não pode ser digerida facilmente.

É comum se afirmar que comer bastante fibras pode ajudar na perda de peso. Isto é uma verdade, porém é importante ter em mente que nem todos os tipos de fibras são iguais.

Enquanto as fibras insolúveis exercem sua influência diretamente no funcionamento do sistema digestivo como um todo, as fibras solúveis parecem ser as responsáveis por exercer algum efeito sobre o peso do corpo.

Quando ingerimos essas fibras viscosas, elas entram em contato com os líquidos no nosso corpo e absorvem formando um tipo de gel espesso que diminui drasticamente a circulação dos alimentos através do sistema digestivo, tornando esse processo de digestão muito mais lento. O resultado final é uma sensação prolongada de saciedade e de redução no apetite.

Consumir diariamente 14 gramas de fibras pode causar uma redução de até 2kg
no peso do corpo ao longo de 4 meses, agindo especificamente na gordura abdominal.

A melhor maneira de ingerir mais fibras é comer alimentos de origem vegetal, como legumes, frutas e alguns cereais como a aveia.


5. Existem Exercícios Para Perder Barriga?




Os exercícios físicos são importantes, por várias razões.

Estão entre algumas das melhores coisas que você pode fazer se quiser ter uma vida longa, saudável e longe de diversos tipos de doenças.

Não é o intuito deste post se aprofundar em todos os aspectos dos benefícios que os exercícios físicos podem trazer para o seu corpo e saúde, mas parece ser bastante eficiente também a prática de exercícios para perder a barriga.

Mas não estou falando de exercícios abdominais! Em um estudo específico
, 24 pessoas fizeram diariamente exercícios abdominais para perder barriga. Ao final de 6 semanas, não foi detectada nenhuma redução na quantidade de gordura abdominal.

Para aprender técnicas de exercícios para perder barriga e queimar gordura localizada rapidamente, eu recomendo este e-book gratuito com 47 Dicas Para Emagrecer e Queimar Gorduras
Rapidamente. Clique Aqui para baixar o e-book e secar a barriga!


6. Fazer o Acompanhamento do Que e Quanto Você Está Comendo




O que você come importa. Praticamente todo mundo sabe disso.

Porém, surpreendentemente, a grande maioria das pessoas não faz a menor ideia do que realmente estão comendo.



As pessoas costumam achar que estão comendo “low-carb”, “alta proteína” ou qualquer outra coisa, mas com frequência tendem a subestimar ou superestimar o que comem, errando drasticamente.

Se você quer verdadeiramente otimizar a sua dieta, é essencial fazer o acompanhamento adequado por algum período de tempo.

Isso não significa que você precisa passar o resto da vida pesando e medindo tudo o que irá comer, mas fazê-lo de vez em quando por alguns dias seguidos certamente irá te ajudar a entender como está se alimentando e onde precisa fazer ajustes.

Como é um pouco complicado estimar quantas calorias tem em cada alimento, este site (em inglês) tem uma excelente calculadora de calorias para acompanhar o que você está comendo nas suas refeições. Bastante útil.

É recomendado que se faça esse processo umas três ou quatro vezes por ano, pesar e medir o que está comendo para ver exatamente onde precisa fazer os ajustes para alcançar seus objetivos.